Às vezes, não há nenhum aviso. As coisas acontecem em segundos. Tudo muda. Você está vivo. Você está morto. E as coisas continuam. Somos finos como papel. Existimos por acaso entre as percentagens, temporariamente. E esta é a melhor e a pior parte, o fator temporal. E não há nada que se possa fazer sobre isso. Você pode sentar no topo de uma montanha e meditar por décadas e nada vai mudar. Você pode mudar a si mesmo para ser aceitável mas talvez isso também esteja errado. Talvez pensemos demais. Sinta mais, pense menos.
Charles Bukowski. (via floriversar)

(Fonte: recomendar)


(Fonte: aerbor)

Eu queria ser seu último amor. Mas sabia que não era. Sabia e a odiava por isso. Eu a odiava por não se importar comigo. Eu a odiava por ter me deixado naquela noite. E odiava a mim mesmo por tê-la deixado ir embora, porque, se eu tivesse sido suficiente, ela não teria querido ir embora.
Quem é você, Alasca?   (via indague)

(Fonte: desabitou)

Poderia ter vivido
um outro amor
durante todo esse tempo
que te esperei,
amor.
— Eu me chamo Antônio.  (via supostos)

(Fonte: deprimentes)

(Fonte: inventans)

A vida é um porre que me deixa de ressaca todos os dias.
Johnny.    (via monopoeta)
Eu não tenho estrutura emocional pra existir.
Tati Bernardi.   (via monopoeta)

(Fonte: futura-esposa)

Mas é realmente difícil essa coisa de ligar e dizer “olha, hoje eu não ando bem, me ajuda?”.
Camila Costa.   (via d-ecepcionada)

(Fonte: camilacosta)

Atualmente as únicas coisas que me interessam realmente é ler, escrever e escutar música, fico totalmente isolada de todos, me fecho num quarto e vivo assim. E, para falar a verdade, eu sou feliz assim, eu gosto de ficar assim. Mas, quando bate aquela carência, eu choro, e muito, sinto como se o mundo fosse um jardim, e eu fosse a flor mais feia, murcha e deixada de lado que vive nele.
Rafaela Lacerda. (via verbismo)

(Fonte: palavriares)

Eu fecho os olhos e conto mentalmente até três. Sussurro pra mim mesma que vai passar. Uma hora passa, sempre passa, tem que passar. O problema é que o tempo de duração cresce a cada vez que isso resolve acontecer. Aperto a minha mão contra o peito e tento fazer parar. É em vão. A dor é por dentro, o que torna tudo mais complicado. Não há remédio com 100% de eficácia pra casos assim. A emergência do hospital não me socorreria. Os bombeiros, os policiais, os médicos de plantão, os psicólogos e os analistas também não. Ninguém tem total poder sobre isso. Eu quero, tento, luto e persisto pra fazer com que a dor suma. Mas ela aumenta. Se alastra pelo resto do corpo, da mente, dos órgãos. A dor não possui amigos e, talvez, por isso, ela não perdoe ninguém. Eu cruzo os dedos e torço pra que a tortura acabe de uma vez por todas. Saudade, medo, incompreensão: por favor, vão embora. Por obséquio, não decorem o caminho de volta. Tirem o meu nome da lista que vocês criaram pra atormentar. Já chega, é demais pra mim. Tudo bem, talvez isso seja um teste da vida mostrando o quanto eu posso e consigo ser forte. Mas eu cansei de andar carregando o mundo nas costas sem ter como curvá-la. O cheiro de menina frágil que precisa de colo ainda marca a minha pele. A minha alma continua sendo levada como uma criança teimosa. Eu não tenho estrutura pra sofrer.
Capitule. (via delator)

(Fonte: capitule)

Me !

Me !

I want you to stay
But i found you